Labradores.com no telemóvel!

1 de janeiro de 2008

Labrador o único!

A primeira vista o Labrador parece insignificante, mas tornou-se mundialmente popular, as suas características únicas... Consegue manter a sua serenidade mesmo no maior dos caos, tem uma capacidade de adptação única e é muito dedicado à família.
Desde do principio do século XX que os europeus reconhecem as qualidades deste cão allround! Recrutou na Primeira Guerra Mundial junto da aristocracia e dos caçadores, entregavam informações, transportavam medicamentos e procuravam subterrados. Devido ao seu temperamento equelibrado e a sua resistência começaram a ser usados como cães guia para cegos. Mas, sempre disposto a aprender revelou-se também, para descobrir os afogados debaixo de água e arrasta para terra as pessoas em perigo de naufrágio que entram em pânico, após avalanches, terramotos ou outras catástrofes naturais, procuram os soterrados. Persistente e companheiro é preferido na polícia e nos serviços de alfândega. Para além de tudo isto continua a efectuar a sua tarefa de ajudante de caça, na procura de aves aquáticas.
A única coisa para a qual não é adequado é para cão de guarda, apesar de vigiar com grande atenção, diificilmente pode vir a ser um cão «mordedor», devido ao seu alto limiare de excitação e à sua falta de agressividade.

3 comentários:

Anónimo disse...

boas tardes... eu tenho 2 labradores, um com 1 ano e meio e uma cachorra com 4 meses e eles sao a coisa mais meiga e mais doce k existe... eu adoro os meus labradores...

Bola de Pêlo disse...

Ola boa tarde, a primeira coisa que deve verificar, na minha opinião, é se algum dos cães tem feridas. Se não, óptimo provávelmente estão memso só na brincadeira visto que tem uma cachorrinha com 4 meses, sabe que os labradores são muito brincalhões e às vezes parece que as lutas são asério... Brinque muito com eles os dois partilhando brinquedos, etc. Sempre mostrando o mesmo carinho pelos dois para que o cão mais velho e daí também dominante, não se sinta "substituido". Se viver que as coisas são realmente asério o melhor é procurar um especialista em comportamento animal e se as coisas não melhorarem, ponderar a adopção de um deles...

Cumprimentos, Inês

Aninhas disse...

Olá! Vou receber um cachorro Labrador com 2 meses por estes dias! Estou super feliz pois sempre desejei ter um, mas estou apreensiva, pois trata-se de um bebé e tenho medo de não fazer tudo bem à primeira! Alguém tem conselhos/sugestões para me dar? Agradeço do coração!